top of page
  • A Revista Propágulo Nº5 investiga a produção de artistas visuais que trabalham a partir da bidimensionalidade em suas linguagens, através de entrevistas, colunas visuais e imagens de 11 participantes da edição que tateiam nesse vale polifônico onde classe, gênero, etnia e linguagem se interseccionam e resultam em territorialidades distintas.

     

    Integrante, à época, das crews C.L.T, 33 crew e Mang boyz, o grafiteiro, pixador e ilustrador Nomes foi um dos artistas participantes da quinta revista Propágulo, sendo entrevistado por André Santa Rosa que trouxe um texto feito a partir do encontro com o artista e a equipe Propágulo, em 2019. Com formação em Design e autor de bombs que marcam muros das mais diversas ruas do Recife, Nomes trabalha a partir de uma intervenção pautada em equilíbrio cromático e virtuosidade nas formas. Nessa conversa, é dialogada a grande turbulência da contradição de suas obras, já que o pixo por si só adentra uma relação de espacialidade intrusiva dentro da lógica privativa e higienizada imposta aos espaços.

     

    É desenvolvida também a entrevista de Júlia Lyra com a artista Clara Moreira, capa da nossa quinta edição. Nascida e morando atualmente no Recife, Clara discorre na conversa com a redatora sobre a sua pesquisa artística, na qual é utilizado o desenho minucioso feito à mão livre, experimentando resultados figurativos como linguagem de comunicação com o público, em diálogo franco e também poético, íntimo e também coletivo. Para a artista "é quase como um jogo você montar um desenho e ir construindo a partir desse olho, desse teste. Seria diferente vivenciar a construção de um desenho que não fosse assim pra mim".

     

    A artista Rayana Rayo e a redatora Júlia Melo se reúnem para produzir a primeira entrevista da edição. Rayo confessa que "é preciso ser bailarina para ser mulher, artista e mãe", entre tantos outros relatos que marcam essa conversa onde a arte ganha essa dimensão de autoconhecimento e se enraíza no subconsciente da artista a ponto de suas produções contarem coisas que ainda não estavam no campo do racional.

     

    Eduardo Nóbrega, entrevistado por Henrique Conceição, trabalha com colagem, pintura, serigrafia e instalação. Nesta conversa, o leitor pode sentir que a qualquer momento as obras de Eduardo podem pingar, ocupando o chão que pisa, ou mergulhar nas cores e formas produzidas pelo artista, que propõe trabalhos torcicolosos e até sintéticos.   

     

    A edição ainda conta com a sua galeria, composta por obras de Adriano Marcusso, Filipe Aca e Mayara Bione, além da seção Colunistas, na qual são expostos os trabalhos de Júlia Moreira, Isabella Alves, Ianah e Pedro Mooniz.

    REVISTA PROPÁGULO 5

    R$ 25,00Preço
    • Edição/Curadoria/Organização: Guilherme Moraes
      Coordenação: Nathália Sonatti
      Projeto Gráfico: Heitor Moreira
      Produção Executiva: Bruna Pedrosa, Rodrigo Souza Leão
      Capa: Clara Moreira
      Artistas: Adriano Marcusso, Clara Moreira, Eduardo Nóbrega, Filipe Aca, Julia Moreira, Ianah Maia, Isabella Alves, Mayara Bione, Nomes, Pedro Mooniz, Rayana Rayo
      Textos: André Santa Rosa, Joseildo H. Conceição, Júlia Lyra, Júlia Melo,
      Revisão: Guilherme Moraes, Nathália Sonatti
      Comunicação: Guilherme Moraes, Rodrigo Souza Leão

    • Título: Propágulo 5
      Mês e ano de lançamento: Janeiro de 2021
      Páginas: 66 páginas
      Formato: 18x25,5 cm
      ISSN: 2596-2213
      Idioma: Português

    VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR